20.6.06

DE FOLHA PERFUMADA



De folha perfumada
te quero
nos sentidos do vento:

manancial de linho aberto,
suspenso dos ombros –

linho feito de palavras
atentas
ao amor que vem de setembro.


J. Alberto de Oliveira