4.6.15

IN TEMPUS PRӔSENS



Há os que passam pelos sentimentos, do mesmo modo
que muitíssimos outros passam velozes pelas brasas do amor.


Primeiro, roubam-te o ouro e o linho ao luar.
Depois, escurecem o jardim e as tuas rosas, oh Mãe!


O amor só quer o amor e nada pede em troca
a não ser um ou sete beijos por uma rosa.

J. Alberto de Oliveira