16.2.13

DAS VARANDAS DE VER





Das varandas de ver
em Vermodium

o céu altivo das nuvens

eu via as aves
a mover o imo da luz.

Do ritmo quente
de suas vidas aladas

nasciam pensamentos.

Nascia a pronúncia
de palavras futuras.

J. Alberto de Oliveira