28.12.06

NA MARGEM LUMINOSA




Na margem luminosa
do último sonho

dei contigo em modos 
de também sonhar.

Arvoavas no desvão
de uma luz furtiva.

Respiravas para o lado
mais íntimo do coração.

J. Alberto de Oliveira